Ingressos Como apoiar

MÚSICA

Coisas 2018: tributo a moacir santos

Coisas 2018: tributo a moacir santos

04.12.2018, terça às 20h

O produtor musical pernambucano Rodrigo Coelho aka grassmass lança no Centro da Terra o aguardado COISAS2018, um tributo futurista à obra de Moacir Santos.

Acompanhado de samples do álbum a ser lançado, modulares e Bass VI, com Thomas Harres, na bateria, e Bruno Bruni, nos teclados, Coelho tece uma homenagem "não jazzística" à obra do "Maestro", reinterpretando suas composições através de paisagens sonoras densas e "mântricas", onde arranjos com sintetizadores e toques de Candomblé ocupam o espaço da formação clássica do jazz, resultando numa visita desassociativa ao universo Moacir Santos.

COISAS2018 tem previsão de lançamento em todas as plataformas digitais para 14 de dezembro, pela UIVO Records, e contou com as participações especiais de Guilherme Kastrup e Lucas Dos Prazeres, nas percussões orgânicas.

RODRIGO COELHO
Produtor pernambucano, dedica-se à música eletrônica criada ao vivo, a partir do uso de sintetizadores analógicos e sistemas modulares: um encontro da música concreta com os ritmos africanos. Parceiro criativo do também produtor, cantor e guitarrista Arto Lindsay, Rodrigo trabalhou com artistas do naipe de Naná Vasconcelos e a banda INKY. Assinou a trilha sonora do longa "Paraísos Artificiais" e é um dos compositores da canção "Ela Falava", presente no álbum de Otto.


Moacir Santos e Steve Reich form as maiores influências estéticas para que o projeto grassmass se tornasse um ambiente de estudo das relações entre música eletrônica experimental e pulsos africanos. Enquanto Reich recorre a patterns tribais como fonte para composições com instrumentos de orquestra, Moacir usa a linguagem rítmica do candomblé pernambucano para alterar as estruturas básicas do jazz e alçá-lo à uma nova estética.


A música brasileira como ponto de conexão entre passado e futuro vem sendo o cerne da busca do produtor pernambucano Rodrigo Coelho, que concebeu um tributo ao aclamado álbum Coisas (1965), de Moacir Santos. A pesquisa por padrões rítmicos ancestrais para sequenciar sintetizadores pareceu possível ao produtor a partir da audição da obra-prima do “Maestro”, ainda na adolescência. COISAS2018 é uma homenagem fora do jazz, uma transposição dos mantras de Moacir a ares contemporâneos com o intuito de atrair a atenção de um público mais jovem ao corpo de sua obra. Sintetizadores modulares e guitarras ocupam as vozes que seriam dos sopros, e a formação clássica do jazz dá lugar a texturas ruidosas permeadas por toques distorcidos da percussão afro-pernambucana, tecendo uma paisagem sonora urbana numa tour de force inspirada na iconoclastia do universo Moacir Santos.


COISAS2018 é produzido por Rodrigo Coelho aka grassmass com o apoio do Red Bull Studio São Paulo e Fábrica Estúdios (PE); conta com as participações especialíssimas de Lucas dos Prazeres nas percussões e Guilherme Kastrup na bateria, e tem previsão de lançamento para dezembro de 2018 pela UIVO Records.

MÚSICA

BNEGRON CONVIDA: DISSTANTES 15.07.24, segunda às 20h

BNEGRON CONVIDA: DISSTANTES

MÚSICA

GRISA + JOÃO VIEGAS: DES CHIMÈRES 16.07.24, terça às 20h

GRISA + JOÃO VIEGAS: DES CHIMÈRES

CINEMA

A MÚSICA NATUREZA DE LÉA FREIRE 17.07.24, quarta às 20h

A MÚSICA NATUREZA DE LÉA FREIRE

MÚSICA

BNEGRON CONVIDA: FREELION 22.07.24, segunda às 20h

BNEGRON CONVIDA: FREELION

MÚSICA

ONIRA: SONHAR A TEMPESTADE 23.07.24, terça às 20h

ONIRA: SONHAR A TEMPESTADE

CINEMA

A FLOR DO BURITI 24.07.24, quarta às 18h e 20h15

A FLOR DO BURITI

DANÇA

LETÍCIA SCALISE: VOCÊ AINDA QUER LUTAR COMIGO? 25 e 26.07.24, quinta e sexta às 20h

LETÍCIA SCALISE: VOCÊ AINDA QUER LUTAR COMIGO?

MÚSICA

BNEGRON CONVIDA: DABLIUEME 29.07.24, segunda às 20h

BNEGRON CONVIDA: DABLIUEME

MÚSICA

MÚSICA DE MONTAGEM: O GRITO DO ESCURO 30.07.24, terça às 20h

MÚSICA DE MONTAGEM: O GRITO DO ESCURO

CINEMA

AS LINHAS DA MINHA MÃO 31.07.24, quarta às 18h e 20h

AS LINHAS DA MINHA MÃO

CINEMA

O ESTRANHO 07.08.24, quarta às 18h e 20h

O ESTRANHO